Conferindo: Cabelo: OK. Roupinha da moda: OK, Batom do momento: OK, Depilação em dia: OK, Pele deslumbrante: OK. Mas e os dentes hein? Você tem cuidado bem dos seus? Não, não…isso aqui não é propaganda de pasta dental, nem do meu consultório, mas como dentista me sinto com a responsabilidade de orientar da melhor forma os meus leitores sobre alguns mitos e verdades que envolvem o procedimento mais desejado por quem quer dentes bonitos: o clareamento. Li por aí na blogosfera verdadeiros absurdos em termos de “receitinhas” para clarear os dentes em casa, deu medo. Vamos começar?
Escovar os dentes com Bicarbonato de Sódio, Peróxido de Hidrogênio clareia os dentes?
Não. O bicarbonato de sódio atua na boca modificando o pH da saliva, que é levemente ácido. Já o peróxido de hidrogênio (ou a velha conhecida água oxigenada) é bactericida. indicada em casos cirúrgicos ou pra quem tem problemas com a gengiva. Mas atenção: se mal indicada pode levar à intoxicação.
Usar aquelas pastas clareadoras e branqueadoras deixam os dentes mais brancos?
Não. Essas pastas possuem em sua composição produtos abrasivos (como se fosse uma areiazinha) que raspa a superfície dos dentes durante a escovação, removendo manchas superficiais. Não exagere no seu uso pois pode piorar a sensibilidade dos dentes e causar danos na superfície do esmalte dos mesmos.
Escovar os dentes com escova dura limpa melhor, então ajuda a deixar os dentes mais brancos?
Não. As escovas duras arranham o esmalte do dente, podendo causar ou até piorar a sensibilidade. O ideal é usar uma escova macia de cabeça pequena que facilite a escovação das áreas mais difíceis.
Usar enxaguante bucal (leia-se Listerine, Cepacol…) ajuda?
Não. Pelo contrário. Você ja viu algum desses produtos transparente da cor da água? Com certeza não. Todos eles possuem muitas partículas de corantes que vão se depositar no esmalte, podendo até piorar o escurecimento e manchamento dos dentes. Além de causar outros problemas como mau hálito e mudança na percepção do gosto.
Mas então o que funciona para clarear os dentes?
Há 3 tipos de clareamento que podem ser feitos: Clareamento em consultório, supervisionado ou uma mistura dos dois. Vamos explicar um pouco de cada.
Clareamento em consultório: geralmente se usa produtos em gel com peróxido de hidrogênio ou de carbamida (dependendo de cada caso). Ampos podem ser ativados por luz ou não, vai depender das especificações de cada fabricante. O resultado é perceptível na mesma consulta, o número de sessões pode ir até 3, uma por semana. É bem comum o relato de sensibilidade com esse método, já que ele clareia e forma muito rápida.
Clareamento supervisionado: é feito em casa sob a supervisão semanal do dentista. Usa-se o gel dado pelo dentista numa moldeira, podendo usar enquanto dorme, ou por algumas horas. O resultado pode ser percebido nas 2 primeiras semanas de uso, podendo estender o tratamento por até 4 semanas. O relato de sensibilidade nesse método é muito menor.
E o Clareamento combinado é uma mistura desses dois métodos.
Claro que é necessário acompanhamento e orientação do seu dentista, ele saberá indicar qual o melhor método para o seu caso. O tratamento é personalizado. Não tem “receitinha” caseira que faça mágica.
Pra ficar rindo à toa =***